Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

"à espera de godot"

"... é uma coisa que não é, mas faz de conta que é para ver como seria se fosse."

"à espera de godot"

"... é uma coisa que não é, mas faz de conta que é para ver como seria se fosse."

28.Mar.07

políticas educativas

Na passada segunda-feira, dia 26, Santana Castilho escreveu no Público sobre " A vocação fúnebre das políticas educativas". Por achar importante o que ele disse, aqui transcrevo algumas das suas ideias, com a devida vénia.

«2. As bancadas parlamentares assemelham-se, repetidas vezes, a autênticos necrotérios de vontades. Soube-se, na transacta semana, que cerca de 30 por cento dos deputados do PS que integram a comissão parlamentar de educação estão contra normas várias do estatuto da carreira docente, recentemente promulgado. essas normas, no dizer do grupo rebelde (em rigor, tristemente obediente), violam princípios básicos da Constituição da República Portuguesa e são "arbitrárias e discriminatórias". Apesar destes qualificativos, os deputados preteriram o interesse dos representados e a sua própria convicção, em nome da disciplina do voto. repugna-me esta visão domada da democracia e esta leitura do que é ser deputado. o crédito moribundo de que gozam os ditos sofreu mais uma pazada.» 

(...)

«4. Os veredictos dos tribunais portugueses têm exposto a má qualidade das decisões políticas dos governantes da 5 de Outubro: conto, salvo o erro, 10 condenações relativas a exames de Física e Química, 3 no que respeita a falta de pagamento de aulas de substituição e despachos revogados , por ilícitos. A relativa passividade dos media dá que pensar. a displicência e o silêncio sepulcral dos visados não surpreendem.»

(...)

«6. Mais um anúncio e mais uma iniciativa inédita: vão ser gastos 940 milhões de euros na recuperação de escolas ao longo dos próximos nove anos; segundo o porta-voz do Ministério da Educação, um dos instrumentos de financiamento será, e passo a citar, "o aluguer de espaços para casamentos e baptizados" e "para torneios de solteiros e casados". Esqueceram-se de considerar o aluguer para velar mortos e discriminaram os divorciados nos torneios de salão. depois da anulação do défice, é provável que ainda sobre algum Portugal, algumas escolas, algumas maternidades, algumas urgências hospitalares, alguns apeadeiros de caminhos-de-ferro, algumas estações de correio, algumas aldeias do interior, obviamente, 54 governantes com os seus 500 assessores e adjuntos, 137 secretárias, 128 motoristas e 280 auxiliares administrativos.»

-

Subscrevo, se me é permitido, as palavras de Santana Castilho e acrescentaria no mesmo tom: talvez sobrem ainda alguns gestores, como Rui Cartaxo, a quem são pagas indemnizações tão avultadas como indecorosas, enquanto a progressão dos docentes na sua carreira continua congelada "A bem da Nação" .

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.